Najila Trindade e Neymar

Najila Trindade e Neymar

O caso em que Neymar é acusado de violação por Najila Trindade está longe de estar terminado e cada vez conhecem-se mais pormenores.

Esta sexta-feira, 7 de junho, a modelo brasileira disse na polícia de São Paulo que não podia entregar o vídeo do segundo encontro com o futebolista, como tinha dito que faria, porque o tablet onde este se encontrava tinha sido roubado do seu apartamento, alegadamente assaltado na véspera.

Nestas imagens estaria a prova de que Neymar tinha agredido Najila na véspera e, como tal, os investigadores estão agora a tentar perceber se ficaram alojadas nalgum servidor a que possam ter acesso. A modelo não participou, no entanto, o furto à polícia, que entretanto já esteve a investigar e apenas encontrou no apartamento impressões digitais da própria e da sua empregada.

Najila Trindade esteve a depor durante quase seis horas e uma amiga sua também foi ouvida. “Ela estava nervosa e chorou muito. A delegada responsável pela investigação teve que interromper o depoimento algumas vezes para que a denunciante se acalmasse”, explicou fonte policial à imprensa brasileira.

A jovem modelo confirmou que começou a contactar com Neymar via mensagem privada no Instagram em fevereiro último e que, desde então, mantinham contacto. As despesas da sua ida a Paris – viagens e hotel – foram asseguradas pelo famoso jogador de futebol, garante. Sobre o primeiro encontro disse que depois de trocarem alguns beijos, o internacional brasileiro começou a bater-lhe no rabo e minutos depois ter-se-á tornado mais agressivo, o que a levou a reclamar. Foi então que os dois falaram sobre o facto de nenhum dos dois ter preservativos e decidiram “ficar só na pegação”, mas depois “o jogador segurou-a com força pelo quadril e fez sexo com ela sem consentimento”.

A polícia revelou que ao relatar os factos, a manequim teve uma crise de choro e que depois, ao relatar o segundo encontro, mostrou-se confusa e deu informações contraditórias, embora tenha deixado claro que atraiu o futebolista para o hotel com o intuito de gravar a conversa e provar os acontecimentos do primeiro encontro e a alegada violação.

Pouco depois, Najila Trindade saiu das instalações da polícia ao colo do seu advogado. À imprensa no local foi dito que tinha desmaiado e que ia ser levada para o hospital mais próximo. Entretanto não foram dados mais pormenores do seu estado de saúde.

Neymar também será chamado a depor em São Paulo, mas ainda não há data.