Cristina Ferreira com Bruno Fernandes, Ana Pinho e Matilde

Cristina Ferreira com Bruno Fernandes, Ana Pinho e Matilde

Instagram

Aos 24 anos e depois de ser considerado o Melhor Jogador da Liga nesta época, Bruno Fernandes vive um momento alto da sua carreira. Numa conversa descontraída com Cristina Ferreira, n’ O Programa da Cristina desta terça-feira, 28 de maio, o capitão do Sporting Clube de Portugal mostrou a sua faceta mais desconhecida: a de pai dedicado e atento à pequena Matilde, de dois anos.

O futebolista começou por falar da sua infância na Maia e lembrou que o futebol faz parte da sua vida “desde sempre”. Enumerou alguns dos seus ídolos, desde o brasileiro Ronaldinho aos portugueses Rui Costa, Deco e Cristiano Ronaldo, e assumiu que quando começou a partilhar o balneário com o melhor do mundo se sentiu intimidado.

Confiante no seu trabalho e nas suas capacidades, Bruno Fernandes afirma: “Eu sempre tive a certeza que um dia estaria entre os melhores. Sempre sonhei muito com isso. E sempre fui uma pessoa que se agarra muito àquilo que quer e não desiste”.

Desta conversa participou também a sua mulher, Ana Pinho, que confessou ter abdicado da sua vida para poder acompanhar o marido em todos os momentos da sua carreira. Saiba mais aqui!

Desta união, que ficou mais forte em 2012, quando o futebolista foi jogar para Itália e a então namorada decidiu ir viver com ele pouco tempo depois, nasceu Matilde, que deixou Cristina Ferreira deliciada com o seu à vontade perante as câmaras. “Muda-se muito [com o nascimento de um filho]. Muda principalmente a preocupação que se tem com a felicidade dela”, assumiu Bruno Fernandes, antes de revelar que a menina agora “está na fase da birra”, mas “sempre foi um bebé tranquilo”.

Voltar a ser pai também está nos planos do jogador para admite que tem “receio que saia outra menina, porque três mulheres em casa não vai ser fácil”. “Claro que eu, sendo jogador, há aquela coisa de poder jogar com o menino… Mas ela entra nas brincadeiras todas, seja com Legos, bola ou plasticina”, remata.

E embora o trabalho lhe exija muita dedicação, Bruno Fernandes garante que é um pai presente: “É difícil porque passo muito tempo fora, em estágio e tudo mais. Mas consigo estar com ela, principalmente porque os treinos são sempre de manhã então à tarde estou com ela”.

Quanto ao futuro e à possível saída do Sporting Clube de Portugal, o capitão diz que não há certezas e não foram tomadas decisões. “É uma escolha difícil porque depois não sabemos o que irá acontecer ao sair. É tudo muito incerto. (…) Aqui, sinto-me em casa. Sinto-me bem, estou no meu país, estou perto da minha família. A minha família também está mais à vontade pela língua, a minha filha também pode crescer mais facilmente. Mas há sonhos que eu tenho na minha cabeça e que gostaria de concretizar, obviamente”, começa por confessar antes de assumir que o campeonato inglês sempre foi o que idealizou e remata: “Eu sinceramente ainda não sei (…) Eu gosto de tratar das coisas quando o campeonato está fechado, quando não há competição e quando posso pensar com tranquilidade para tomar a decisão certa (…) Ficar seria mais fácil, mas há sonhos por cumprir (…) Claro que a decisão é minha porque é a questão desportiva que eu tenho que ver, mas a minha família tem que se sentir bem. Se não se sentirem bem, não faz sentido eu ir”.

Veja a entrevista na íntegra: