João Paulo Rodrigues foi um filho muito desejado e a notícia do seu nascimento foi festejada com toda a popa e circunstância. Desde a maternidade até à idade adulta, o humorista foi sempre muito acarinhado pelos pais e hoje, durante o programa Júlia, recordou a figura paterna com grande enlevo.

O pai do apresentador assumiu um papel de grande importância no seu desenvolvimento enquanto pessoa, e mantinham uma relação tão cúmplice que até hoje João Paulo se recorda da primeira vez em que o progenitor lhe "levantou o sobrolho". Amor e respeito eram as palavras que marcavam a relação intensa entre pai e filho. Amor e respeito ficaram, mesmo depois da morte do homem que tanto ensinou ao ator.

O pai de João Paulo Rodrigues morreu em Portugal - depois de ter conseguido apanhar o último avião que partia de Moçambique - quando o filho tinha penas 20 anos e, até hoje, recordar esse momento acarreta puro sofrimento: "Foi um soco enorme no estômago quando o vi muito magrinho, muito fraco, já muito doente".

Nos últimos tempos de vida, cuidou do seu pai e durante a entrevista recordou o momento em que, perturbado com a demora para dar entrada no hospital, resolveu a situação: "levei-o ao colo para o hospital".

O pai de João Paulo Rodrigues não chegou a assistir ao seu sucesso, mas o apresentador acredita que as suas vitórias são acompanhadas por si, de alguma forma mais transcendente. Em falta ainda está uma promessa... A de terminar o curso de Direito.