Clara de Sousa teve esta segunda-feira, 8 de abril, uma tarde recheada de surpresas. A jornalista foi convidada de Júlia Pinheiro e mostrou um lado menos conhecido do grande público, tendo falado da morte da mãe (saiba mais aqui), do primeiro trabalho, do divórcio e dos filhos. Mas um dos momentos mais enternecedores foi mesmo quando a pivô do Jornal da Noite foi surpreendida pelo pai, José Sousa, de 78 anos.

Clara revelou que os dois sempre tiveram uma relação muito próximo e que, quando era mais nova, faziam grandes viagens de vespa, porque os pais “eram de classe média e durante muito tempo não tiveram dinheiro para comprar um carro”. Algo que o seu pai também confirmou: “Nós temos longas histórias de convívio pela vida fora. Coisas que partilhei com a Clara, muitas coisas engraçadas, viagens a Trás-os-Montes (…) tanta coisa na vida”.

Assumindo que desconfiou desta surpresa, a jornalista contou que o pai almoça “religiosamente” em sua casa todos os sábados e que, embora trate dele em alturas em que fica mais debilitado, ele gosta de estar na sua casa com a sua companheira, Carmelita. “Ele quer a sua autonomia. Se o retirasse do espaço dele, onde tem a sua horta, o seu quintal, onde faz as suas plantações e cria aquelas coisas lindas (…) Ele seria muito mais infeliz. E eu tenho a sorte de ter o meu pai vivo, aqui comigo, de ele ser autónomo e de ter alguém que está com ele”, explicou.

Emocionado e algo nervoso, José Sousa garantiu que a filha “merece tudo”.