Reprodução Instagram, DR

Reprodução Instagram, DR

Anitta não tem qualquer pudor em mostrar o corpo e em expor a sua beleza, mas parece que nem sempre foi assim. Houve um tempo em que a artista brasileira perdeu a autoconfiança e não gostava do que via ao espelho.

Furacão Anitta, a biografia não autorizada lançada pelo jornalista Léo Dias fala das fases menos felizes da carreira e da vida pessoal da cantora e, conforme expõe a revista Quem - citando a obra -, fazer alterações no corpo foi uma estratégia que nem sempre deu bons frutos.

Alegadamente, a empresária Kamilla Fialho e o amigo David Brazil terão aconselhado a artista a ceder a alguns procedimentos estéticos para salientar a sua beleza. A dar os primeiros passos no estrelato, a jovem brasileira terá aceitado a sugestão, submetendo-se a cirurgias estéticas, mas os quatro mil euros que pagou não a deixaram feliz com o resultado.

Pelo contrário, e conforme se pode ler no livro, Anitta ficou altamente desmoralizada e incomodada com o seu "novo eu": "A Anitta odiou o resultado. O seu nariz ficou destruído a sua autoestima foi para o lixo. As marcas nos seios eram tão feias que a cantora passou a ter vergonha de ver-se ao espelho e quase entrou em depressão. Ela que sempre lidou muito bem com o corpo e nunca teve problema em ficar nua. Depois da cirurgia, tudo mudou. Nem sexo a Anitta fazia".