Ilya S. Savenok

Cardi B, de 26 anos, não esconde que a sua vida não foi fácil e que teve de sujeitar-se aos mais variados trabalhos por necessidade. Num vídeo agora revelado, a rapper assume que drogou e roubou homens que pagavam para ter sexo na altura em que era stripper: “Fiz de tudo para sobreviver. Eles queriam ter sexo comigo e eu levava-os para um hotel. Drogava-os e roubava-os. Nada me era dado".

Estas declarações deram origem a muitas críticas nas redes sociais e Cardi B já respondeu: “Um vídeo que fiz há três anos ressurgiu recentemente. Um vídeo sobre coisas que fiz no passado, certas ou erradas, para tentar ganhar a vida. Nunca disse que era perfeita, que tinha um passado perfeito. Falo sempre a verdade (…) Há rappers que glorificam a violência, o homicídio, as drogas, os assaltos. Crimes que tiveram de cometer para sobreviver. Nunca coloquei essas coisas na minha música porque não me orgulho delas e sinto que tenho a responsabilidade de não as glorificar. Fiz as escolhas que fiz porque as minhas opções eram limitadas. Tenho um passado que não posso alterar. Todos nós o temos. O que posso fazer por agora é ser melhor, por mim, pela minha família e pelo meu futuro".

Ainda assim, e apesar das suas justificações, muitos seguidores continuaram a atacá-la e Cardi B voltou a abordar o assunto no Twitter: "Nunca disse que era um anjo, sempre fui uma cabra das ruas. Sou a cabra que adoram odiar, a cabra que odeiam amar".

Atualmente, a artista é casada com Offset e tem uma filha, Kulture, de oito meses.