Sara Carbonero

Sara Carbonero

Getty Images

Corria o ano de 2015 quando Sara Carbonero decidiu fazer grandes mudanças na sua vida. Tinha um filho com um ano e meio, Martín, e o marido tinha acabado de sair do Real Madrid para assinar com o Futebol Clube do Porto, o que a levou a deixar para trás a sua carreira profissional e mudar-se para a Invicta por amor. Foi em Portugal que nasceu o segundo filho do casal, Lucas, agora com dois anos e meio, e, apesar de se confessar feliz com a vida tranquila que tem no nosso país, Sara Carbonero decidiu que estava na altura de regressar à televisão e aceitou o convite do canal espanhol Deportes 4 para co-apresentar um programa ligado ao desporto.

>> Iker Casillas ‘assaltado’ em plena hora de almoço

Desta vez não estará a fazer reportagem nas zonas mistas, nos relvados ou nem em salas de conferência dos estádios de futebol, mas sim em estúdio a entrevistar campeões de diversas modalidades em conversas informais.

Sara Carbonero terá também uma rubrica que lhe permitirá mostrar um pouco o seu lado mais pessoal e falar do marido, Iker Casillas, e dos filhos.

Até aqui, tudo certo. Mas em Espanha o que está a causar algum tumulto é o facto de Sara Carbonero ir ganhar 25 mil euros por mês, o que dá um total de 300 mil euros por ano, para apresentar um programa semanal depois de ter “abandonado” o país e quando existem “muitas outras apresentadoras à altura do desafio”, como se lê no El País.

>> Sara Carbonero criticada, após comentar saída de Ronaldo do Real Madrid

As gravações do programa decorrem em Madrid e resta saber se a apresentadora continuará a viver no Porto ou se se mudará para a capital espanhola com os filhos.

Recorde-se que Sara Carbonero se tornou mundialmente conhecida no Mundial de Futebol da África do Sul, em 2010, quando o agora marido a beijou em direto durante uma entrevista.