Ian McKellen
1 / 2

Ian McKellen

Getty Images

Judi Dench e Ian McKellen
2 / 2

Judi Dench e Ian McKellen

Getty Images

Em entrevista para o programa The Graham Norton Show, Ian McKellen contou alguns episódios divertidos vividos no Palácio de Buckingham, mas que podem trazer-lhe alguns dissabores, como o facto de ser proibido de lá voltar.

O ator, de 79 anos, revelou que numa das vezes em que esteve na residência oficial de Isabel II de Inglaterra em Londres estava acompanhado pela também atriz Judi Dench. Depois do jantar para o qual foram convidados decidiram passear um pouco pelos corredores do edifício e quando deram conta estavam a “ouvir música numa sala vagamente familiar”.

“Demos a volta pela sala, não estava ninguém e eu disse: ‘Acho que é a Sala do Trono’. Lembrei-me de quando tinha sido investido cavaleiro, em 1991. E a Judi também já tinha sido condecorada ali, três anos antes”, lembrou Ian McKellen, confessando que decidiram conhecer melhor o local: “Começámos a dançar por ali e de repente estávamos atrás do local onde se posiciona a banda e os tronos estavam logo ali… portanto, sentámo-nos”. “O Palácio de Buckigham revela o que há de pior em nós”, brincou.

Mas as peripécias não ficam por aqui. Noutra ocasião, o veterano ator percebeu que a sala onde devia vestir-se para o evento a que ia assistir estava situada perto do famoso balcão onde a família real saúda os súbditos em dias especiais. Decidiu, então, sair para fumar. “Estava ali a olhar para o The Mall e de repente vi uma pequena luz à procura de alguma coisa. E apareceu um polícia que me avisou: ‘Senhor Ian, não se esqueça que está no Palácio de Buckingham’”, recordou o famoso ator britânico, acrescentando entre risos: “Cerca de seis meses depois, voltei lá para receber uma medalha e mal entrei pela porta encontrei o mesmo agente da polícia. Ele reconheceu-me e disse: ‘Oh não, você outra vez!”.