1 / 3

Instagram

2 / 3

Getty Images

3 / 3

Getty Images

Kate Middleton viveu na Jordânia entre os dois e os cinco anos de idade e essa época foi revisitada agora que o seu marido, o príncipe William de Inglaterra se encontra em deslocação oficial ao país do Médio Oriente.

O neto da rainha Isabel II foi surpreendido com uma fotografia da infância da mulher nas ruínas de Jerash, precisamente o sítio que visitou esta segunda-feira, 25 de junho, na companhia do príncipe Al-Hussein bin Abdullah II, o filho mais velho de Rania da Jordânia. Na imagem aparecem ainda o pai da duquesa de Cambridge, Michael Middleton, e a sua irmã mais nova, Pippa. “Tenho de voltar cá com a minha família para tirarmos uma fotografia igual”, afirmou o príncipe William, antes de centrar a sua atenção no sogro e fazer um comentário que arrancou sorrisos a todos os presentes. “O Michael parecia muito inteligente com estes chinelos”, brincou.

O segundo na linha de sucessão ao trono britânico ficou ainda a saber que na casa onde morou a família Middleton vive agora o pediatra da associação Save The Children, algo que o deixou sensibilizado. “Não me diga! A Kate vai adorar saber isso. Ela adorava este país, mesmo. Guarda boas memórias dos tempos vividos aqui. Ficou muito triste por não poder vir”, confessou William.

Refira-se que Kate Middleton não viajou com o marido porque foi mãe pela terceira vez, do pequeno Louis, há apenas dois meses. Como tal ficou em Londres com o recém-nascido e com os filhos mais velhos, George, de quatro anos, e Charlotte, de três.

A duquesa de Cambridge e a sua família viveram durante três anos na Jordânia devido à profissão do pai, que na altura era oficial da Força Aérea.