Bárbara Bandeira tem apenas 16 anos e já é considerada uma das grandes promessas da musica portuguesa da atualidade. O mais recente single da jovem cantora, "A Última Carta", foi lançado no final de dezembro de 2017 e soma mais de 2 milhões e meio de visualizações no YouTube e o número não pára de crescer. Bárbara começa a construir uma carreira a passos largos e diz que "a cada dia há uma surpresa nova. Para uma rapariga de 16 anos isto é tudo uma novidade, mas estou a adorar, estou a realizar o meu sonho e sinto que cada vez mais o meu trabalho está a ser reconhecido e isso para mim é incrível”.

Filha de Siara Holanda e do cantor Rui Bandeira, Bárbara consegue demarcar-se da carreira do pai. Sobre isso, diz considera que "é positivo, mas não foi algo propositado. Apesar de eu e o meu pai cantarmos, temos estilos completamente diferentes e é natural que as pessoas não nos associem muito e eu acho isso positivo. Sinto que cada vez mais me vou conseguindo afirmar enquanto artista e não ‘a filha do’, e isso para mim é muito bom”.
No dia 14 de fevereiro, a cantora esteve na RFM a lançar um passatempo com base no nome do single "A Última Carta": "As pessoas podiam enviar as cartas que nunca tiveram coragem de enviar para os seus amados ou até amores não correspondidos e as cartas vão mesmo ser entregues a essas pessoas!", conta Bárbara. "Adorei a iniciativa e organizar o passatempo, ainda por cima adoro cartas", acrescenta, sublinhando o valor que dá a esta parceria e a "relação muito forte que tem construído com a RFM", algo que valoriza e considera muito importante para uma artista da sua idade.

Sobre os planos para o futuro, Bárbara mostra-se bem decidida: "Quero viver da minha música, poder fazer da música o meu emprego, porque é aquilo que eu realmente amo". Ambiciona uma carreira internacional, um dia, mas, para já, essa não é a prioridade: "tenho sempre os pés bem assentes na terra. Claro que penso numa carreira internacional e que sonho com isso, um dia, mas primeiro eu quero vingar no meu país, depois penso resto.