Foi numa entrevista insólita que João Rendeiro falou sobre a fuga do país à CNN Portugal. O banqueiro só pretende regressar se for ilibado ou se receber um indulto do Presidente da República e descreve que onde agora está (nunca o revelou) não vive escondido e até vai à praia. A conversa não passou ao lado de Joana Marques da rubrica Extremamente Agradável.

"Eu disse-lhe [a Maria Rendeiro] várias vezes que ela podia sair de Portugal se quisesse, em tempo oportuno, evidentemente, mas ela sempre rejeitou, não gosta de viajar, e além disso é uma pessoa que gosta do seu cantinho, as sua conchinha", explicou Rendeiro. Perante isto, a locutora da rádio Renascença não resistiu em comentar.

"Agora não há conchinha para ninguém, já que estão em continentes diferentes. A conchinha é como o tango, são precisos dois, a Maria sozinha... A não ser que Maria faça agora conchinha com o motorista", começa por contar.

"Se o motorista comprou um apartamento de luxo na Quinta Patino, em Cascais, e cedeu o usufruto da casa a Maria Rendeiro, não encontro outra explicação que não viveram juntos, amantizados, e quererem ser felizes para sempre fazendo conchinha e outras coisas", brincou Joana Marques.

Joana Marques

Joana Marques

Instagram

João Rendeiro encontra-se em fuga desde setembro, depois da sua condenação a prisão efetiva em três processos relacionados com o BPP. Durante a entrevista, o banqueiro afirmou que não pensa em regressar mesmo que a liberdade da sua mulher dependa disso.