Blaya deu as boas vindas ao segundo filho este domingo, dia 18. Desde então a cantora tem partilhado a experiência de ter um parto em casa, inclusive partilhou com os seguidores que ingeriu a placenta.

Num texto impressionante, a artista atendeu aos pedidos que lhe fizeram e contou como foi todo o processo. Ao texto juntou ainda um vídeo do momento em que segurou Theo nos braços, visivelmente emocionada. "Vão perguntar: 'Qual é a necessidade de meter um vídeo deste tipo nas redes sociais?' E eu respondo: 'Este vídeo é puro amor… e é tão bom partilhar amor!", começou por escrever.

"Muita gente pediu para contar como foi, então vou contar. Quando decidimos que queremos ter um parto em casa, temos que ter consciência que queremos mesmo! Que não é uma coisa superficial... Não é barato! E temos que nos informar de tudo muito bem. Convém procurar uma doula e uma parteira/enfermeira. Pessoas com quem vais criar uma ligação e durante a gestação elas vão acompanhar-te", explicou.

Blaya falou sobre como a doula a apoiou durante o parto: "Lembra-te que tens de estar aberta para o improvável. Eu aguentei as contrações até as 10 da manhã, que foi quando a doula chegou. Eu estava no chuveiro e quando ela mete as mãos nos meus ombros, eu começo logo a chorar", recorda.

"Ela [a doula] começou a apoiar me com palavras, respiração, massagens… e a dor das contrações eram cada vez mais intensas! Eu já não sabia em que posição me havia de meter. Em pé! Sentada! De 4! Fora do chuveiro! Dentro do chuveiro.. e as contrações a serem mais fortes!", acrescentou.

"É extremamente importante o trabalho da doula... Uma paciência incrível e uma segurança! Eu agarrava-me a ela com toda a força! Chegou a um momento que eu olhei pra ela e disse: Eu não consigo mais! Chorei, vomitei! Gritei! Ela e o meu namorado sempre a apoiarem-me", relembrou.

A cantora de 34 anos contou ainda que teve momentos de desespero. "Quando dei por mim eu só dizia: 'Eu quero ir pro hospital Eu não consigo mais!'. Entretanto a parteira chegou, examinou-me, comigo aos gritos! E ela sempre muito calma! A parteira disse: 'Ela só precisa de andar mais um bocadinho!'. E eu na minha cabeça só pensava: 'Eu não vou aguentar mais!'. Até que uma contração veio! Agarrei-me à doula, eu estava a fazer tanta força que ela teve que trocar com o meu namorado!", disse.

"Fiz força! Gritei! Senti o Theo a descer! Senti a cabeça a sair e depois o corpo! E de repente… toda a dor passou! O Theo veio para os meus braços e eu chorei! Chorei muito! Com o parto da Lau também queria chorar, mas como era uma coisa bastante impessoal. Não chorei! Mas desta vez foi mesmo uma libertação de coisas! Como disse, estejam abertas a coisas inesperadas! Tanto a doula como a parteira foram pessoas diferentes, mas obrigada de coração. Foi perfeito", rematou.

Recorde-se que Blaya também é mãe de Lau, Aura, de quatro anos, fruto de um relacionamento anterior com com Pedro Russo. Theo é fruto da atual relação da cantora com João Barradas.