Reprodução Instagram, DR

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se campeão nacional esta terça-feira, dia 11 de maio. Antes da vitória frente ao Boavista, por 1-0, já os adeptos se concentravam em redor do estádio de Alvalade, seguindo depois para o Marquês, levando a um ajuntamento onde muitos não respeitaram a distância de segurança e até mesmo as máscaras no rosto, uma medida de extrema importância no combate à pandemia da Covid-19.

Foram muitos os internautas que se manifestaram nas redes sociais, criticando a atitude dos adeptos. A atriz Catarina Siqueira foi uma dessas pessoas que mostrou a sua indignação no Instagram. "A vergonha sobrepõe-se à compreensão: "Não consigo nem quero ficar indiferente àquilo que o nosso país nos mostrou ontem. A compreensão da euforia e êxtase vividos por um clube que não se via vencer desta forma há 19 anos. Certo", começou por dizer.

"A vergonha de assistir a um descontrole hormonal que põe em causa todo o esforço de milhares de profissionais que de tanto abdicaram para nos priorizar. Priorizar a nossa saúde, o nosso bem estar e alimentar uma réstia de esperança. Outros tantos que viram e continuam a ver os seus negócios, os seus setores, por um fio", continuou a atriz, referindo que tem um "espetáculo em cena desde Setembro".

"Já perdi a conta às vezes que fechámos a porta e viemos para casa, tristes, mas conscientes de que estamos a fazer o que é certo. reduzimos as vendas para metade respeitando a lotação do nosso espaço, reduzimos os dias de espetáculo, reduzimos os horários, reduzimos ainda mais as hipóteses de sobrevivência na área do Teatro, reduzimos meios porque queremos que continue a ser possível. Reduzimos, reduzimos, reduzimos...", destacou.

>> Famosos vibram com vitória do Sporting: "É nosso. É merecido"

"Onde ficam os que se esforçam de verdade e contribuem de forma séria, para que todos possamos voltar um dia, sem culpa, à selvajaria a que todos assistimos ontem?! Onde fica a esperança e dignidade daqueles que cumprem e respeitam em prol de todos?!", questionou.

A atriz mostrou-se profundamente revoltada: "Não há palavras possíveis, descrição possível, e muito menos desculpa possível para o mar de vergonha verde e branco que invadiu Lisboa ontem à noite", afirmou.

"Amanhã tenho espetáculo esgotado, com 50 pessoas. É o máximo que me permitem neste momento", explicou. Recorde-se que nos festejos dos sportinguistas estavam milhares de pessoas na rua.

"Caro elenco do espetáculo Alice O Outro Lado da História informo que a partir de amanhã, faremos espetáculo com uma bola nos pés e figurinos às riscas e em vez de contra regras, contratarei árbitros. Com sorte, ainda convido o Sr. Primeiro Ministro para abraçar a multidão que já nos será permitida receber. Vergonha. Muita", rematou.