Rita Ferro Rodrigues

Rita Ferro Rodrigues

Instagram

Rita Ferro Rodrigues já desabafou várias vezes desde o início da pandemia sobre uma das coisas que tem mais saudades: sair para dançar. Com mais uma semana a chegar ao fim, e já depois de António Costa anunciar que o país passa para a nova etapa do desconfinamento, a antiga apresentadora da SIC deixou um apelo nas redes sociais.

“É sexta-feira e ainda não dá para irmos dançar. Arranjem-nos um espaço ao ar livre com DJ e lugares marcados e distanciados no chão por favor, círculos de giz onde possamos dançar em comunidade e sem riscos. A pessoa inscreve-se, tira bilhete, whatever. Cada pessoa que dança quando sai perde o lugar. Assim, infantil mesmo. E vai para casa para não promover molhadas de malta. Queremos dançar, levamos garrafas de água reutilizáveis. Queremos dançar e ver pessoas a dançar mesmo que nos outros círculos de giz, distanciados”, começa por escrever.

Rita Ferro Rodrigues com o marido, Rúben Vieira

Rita Ferro Rodrigues com o marido, Rúben Vieira

Reprodução Instagram, DR

“Os casais podem dançar no mesmo círculo, juntos. Podemos fazer sessões de vários géneros e épocas musicais para que todas as gerações possam dançar! Façam matinés, inscrições por turnos, pagas, para ajudar a malta da indústria da noite e compensar a falta de consumo de álcool. Com diferentes preços consoante as dificuldades dos dançantes. Não é impossível! Inscrições pela net em turnos diferentes!”, sugere ainda.

“Foi este o sonho que tive e foi bonito. Havia pessoas a chorar de felicidade e a dançar, imaginem. Haverá quem ache: há outras prioridades, Rita, pela ‘mordedeus’ tenha juízo! Mas foi o que eu sonhei - não me cancelem o sonho. Dançar em tribo faz-me bem à cabeça. Pronto. Agora vou voltar a ‘esta cadeira onde passo o dia a dia burocrático’, como dizia O’Neill. Sem queixas, atenção. Apenas muita vontade de dançar”, rematou a comunicadora na publicação onde identificou várias pessoas, nomeadamente o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.