Ashley Judd estava na República Democrática do Congo onde fazia trabalhos de preservação natural quando um acidente quase mudou a sua vida. Na cama do hospital, em África do Sul, a atriz deu uma entrevista por videochamada ao New York Times.

A atriz caminhava na floresta quando tropeçou e deu uma "queda catastrófica", como descreveu. Ashley Judd partiu a perna e só foi resgatada ao fim de cinco hora e passou a noite numa cidade congolesa antes de ser transferida para África do Sul. "Dores incrivelmente angustiantes", assim descreveu Judd adiantando que sofreu lesões no nervo e que quase perdeu a perna.

A atriz estava numa floresta perto de uma aldeia sem eletricidade e sem água e focou a sua conversa na falta de condições e pobreza no Congo, bem como o trabalho de preservação dos bonobos, primatas semelhantes aos chimpazés. Só existem 15 mil e vivem apenas no Congo.