Renato Godinho

Renato Godinho

Instagram

“Estreou segunda-feira Amor Amor. Uma telenovela da SIC que, como será fácil compreender, é uma obra de ficção. Há vários séculos que a ficção e a realidade são primas afastadas. Por vezes aproximam-se, às vezes confundem-se, mas nunca são uma só. Confundir identidades fictícias, personagens, retratos ‘caricaturais’, com visões pessoais ou institucionais sobre determinada pessoa, grupo, ou instituição, ou é infantil ou um acto de má fé. Quando falamos de uma telenovela cujo tom é nitidamente cómico, leve - e cujo principal, senão único, objectivo é entreter o público e diverti-lo - essa confusão torna-se ainda mais ridícula. Só posso falar por mim, mas tenho a certeza de que todo o elenco, equipa técnica, produção, realização, autoria e o canal que emite ‘Amor Amor’, têm bem a noção do papel fundamental que os Bombeiros representam na sociedade - os Bombeiros, e outras instituições tantas vezes representadas em histórias de FICÇÃO, nem sempre duma forma que corresponda à sua elementar natureza. Não é gozar. É brincar. É diferente”, escreveu nas redes sociais Renato Godinho no Instagram, esclarecendo que as críticas não têm qualquer fundamento.

O ator, que veste a pele de chefe da corporação, deixou ainda uma palavra de agradecimento a todos os que o ajudaram a construir esta personagem: “Um viva aos bombeiros! Um obrigado especial à Corporação de S. Pedro de Sintra que tanto nos acarinhou aquando da formação que nos deu! Um abraço ao público que sabe distinguir entre o bombeiro da telenovela e o herói que arrisca a vida para salvar outras. Juízo aos que ainda não conseguem perceber a diferença!”.