António Raminhos recorreu às redes sociais e abriu um espaço de partilha para abordar o tema da ansiedade e do Transtorno Obsessivo-Compulsivo revelando que a segunda-feira, dia 8, foi particularmente difícil.

No vídeo acima, o humorista, que já comentou por diversas vezes os seus momentos de ansiedade, revelou que acordou com uma energia negativa. "Acordei com uma neura, parecia que a Catarina me tinha deixado", começou por contar.

"A pior coisa que se pode fazer é embarcar nestes pensamentos e ficar parado (...) Tratei mal a Catarina, fui bruto com ela, respondi-lhe de forma negativa, respondi mal", explicou, depois de ter tentado distrair-se com uma tarefa, que gerou ainda mais ansiedade e obsessão.

O humorista conta que conseguiu pedir desculpas de forma calma a Catarina Raminhos e que contrariou sempre os seus pensamentos. Tomou banho, arranjou-se, colocou perfume, foi almoçar, ver o mar e meditou brevemente. Tudo isto com muito pouca vontade.

“Estaria muito pior se não tivesse feito nada disto”, confessa, explicando que aprendeu a lidar e identificar estes episódios como o de segunda-feira, que conseguiu combater e contornar.

"Para que outras pessoas possam ver e compreender aquilo que eu se calhar não compreendia noutras alturas: não estão sozinhas e não há vergonha em pedir ajuda", justifica assim a partilha que recebeu vários comentários sob a forma de elogio pela sua postura.

António Raminhos já fez terapia e garante que teve um impacto positivo na sua rotina e aprendizagens.