Reprodução Instagram, DR

Sete dias após ter sido diagnosticado com Covid-19, o príncipe Carlos de Inglaterra, de 71 anos, voltou ao ativo. Esta sexta-feira, dia 3 de abril, o filho mais velho da rainha Isabel II "abriu virtualmente" um hospital capaz de fornecer suporte a mais de 2,800 pacientes com o novo coronavírus.

Carlos estava de quarentena há sete dias, mas segundo a imprensa internacional, já a abandonou e, "depois de consultar o seu médico", está de regresso ao trabalho.

O herdeiro da coroa inglesa inaugurou - a partir da sua casa na Escócia - o novo hospital NHS Nightingale no centro de conferências ExCeL, em Londres.

De acordo com a porta-voz Clarence House, a unidade foi construída há 10 dias e é o primeiro hospital a ser "virtualmente inaugurado por um membro da família real".