Cristina Ferreira

Cristina Ferreira

José Ferreira

“A maior dificuldade, sinto nos meus, tem sido sensibilizar os mais velhos. ‘Eu não vou desprezar a minha filha, ela vem cá a casa’. Eu sei que é difícil dizer ao coração para ficar isolado. Eu sei que parece ainda tudo normal. ‘Aqui não chega. Nós somos tantos, só há cento e tal infetados’. O facto de se estar a pedir para ficarem em casa, sem contacto social, é mesmo para evitar o contágio na comunidade. A doença não se vê no rosto. Os da minha geração são os que têm os pais acima dos 60. Esta semana disse aos meus: agora quem cuida de vocês sou eu, têm de me ouvir. Façam-se ouvir. Este é o momento em que uns nos gozam porque somos os parvos que estão em isolamento. Daqui a uns tempos (e espero que não) é que vamos perceber quem eram os parvos”, escreveu Cristina Ferreira na sua página de Instagram para partilhar com os seus seguidores a dificuldade de fazer entender aos mais velhos a dimensão que o coronavírus pode ganhar se não cumprirmos as recomendações de isolamento.