Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

alvarez

Esta quinta-feira, dia 20 de fevereiro, os cinco projetos de lei sobre a eutanásia foram aprovados no Parlamento. Foram várias as caras conhecidas a assinalar esse momento nas redes sociais.

Bruno Nogueira partilhou um emotivo texto na sua conta de Instagram, referindo que a aprovação "é um grito importante da liberdade individual de cada ser humano".

"Ainda falta muito caminho, mas a noite fez-se mais clara. Os que são a favor hão-de poder finalmente tomar essa decisão que só diz respeito a quem a toma, e os que são contra podem tomar a decisão de optar por um fim diferente para a vida, se assim o entenderem", disse.

"É uma lei bonita em que ninguém sai a perder, e é isso que custa a entender nos adeptos fervorosos do não: a incapacidade de perceberem que o melhor para eles não serve toda a gente. Que a vitória do sim não os obriga a escolherem a eutanásia como solução final. Que a ideia de corpo decomposto e em dor física ou psicológica até um final divino é uma ideia que pode servir uns e revoltar outros. Que sofram os que querem esse caminho (não há julgamentos morais), e que partam com hora marcada os que querem dar por findo o capítulo. Cuidar da vida é também deixá-la quando ela nos trai. Negar a morte a alguém não pode ser assunto de quem vive com o corpo todo", continuou.

>> Texto de enfermeira portuguesa sobre a eutanásia torna-se viral


"Hoje ganhou a liberdade de escolha, para o sim e para o não.
Será que uma vida só termina quando o coração se demite das suas funções? Um dia também eu terei essa pergunta por perto.
E felizmente, se tudo correr bem, poderei ser eu a escolher a minha resposta
", concluiu.

No dia 29 de maio de 2018 o Parlamento votou contra a despenalização da eutanásia, algo que deixou José Carlos Malato muito revoltado. "Tal como da última vez, lá estarei na Assembleia para assistir à votação da lei da despenalização da eutanásia. Desta vez para a ver aprovada!", terá publicado o apresentador antes de saber o resultado desta quinta-feira. Para celebrar a vitória publicou uma fotografia de Marisa Matias com João Semedo, antigo coordenador do Bloco de Esquerda, já falecido. "Já está", escreveu apenas José Carlos Malato.

Iva Lamarão também foi uma das figuras públicas a pronunciar-se sobre o assunto: "Histórico. Não sei o que diga...", disse.

>> "Eutanásia é deixar alguém partir com uma última gota de dignidade": O desabafo emocionante de Tiago Antunes

Patricia Tavares questionou: "A propósito da eutanásia e de Deus. Alguém me sabe dizer a que dia criou ele a medicação e os suportes básicos de vida? Que me desculpem os mais sensíveis."

Mariana Monteiro e Jéssica Athayde partilharam uma imagem com uma frase de Andrew Amaurick. "A eutanásia não te obriga a morrer. O aborto não te obriga a abortar. O divórcio não te obriga a divorciar. O casamento homossexual não te obriga a casar com alguém do mesmo sexo. Os direitos não te obrigam a nada!!!", lê-se na publicação.