Reprodução Facebook, DR

Foi de coração apertado que esta quarta-feira, 12 de fevereiro, Nuno Rogeiro recorreu às redes sociais para denunciar o atropelamento brutal de que o filho, António, foi vítima. “Foi brutalmente atropelado junto à Cidade Universitária. Projetado a três metros de distância, partiu o vidro do veículo que o ceifou com a cabeça. Ficou a jazer no chão, na noite fria de Lisboa, a esvair-se em sangue", informou o jornalista na altura.

Entretanto, esta sexta-feira, dia 14, Nuno Rogeiro deu novidades sobre o atual estado de saúde do filho, mostrando uma fotografia do jovem no hospital, rodeado de amigos.

"O António regressa aos vivos. Com ótima ajuda, como podem verificar na foto. Não tenho palavras, nem lágrimas, nem voz para agradecer a todos os milhares de amigos, nossos conhecidos e desconhecidos, que nos têm confortado nesta hora difícil. Todos iguais, todos generosos, todos indispensáveis. Todos incríveis. Mas em que acredito", escreveu.