Este domingo, 24 de novembro, vimos mais um casal abandonar a segunda temporada de Casados à Primeira Vista. Após um casamento de altos e baixos, Anabela e Lucas, disseram adeus ao programa da SIC. Mas esta cerimónia de compromisso não ficou só marcada pela saída deste casal, mas também pelas palavras de Marta Rangel. A jornalista acusou o marido, Luís, de um comportamento agressivo. Acusações, essas, que não caíram bem ao luso-australiano e entre vários internautas.

Nas redes sociais, Marta foi alvo de várias críticas no que diz respeito à sua postura na última cerimónia de compromisso. Posto isto, não tardou para que a jornalista publicasse um pequeno texto nas redes sociais onde se defende desses mesmos comentários depreciativos.

Quem me conhece, conhece-me.
Há 10, 20, 30 anos. Desde sempre. Há uma vida.
Quem me conhece, conhece fraquezas e forças. Qualidades e defeitos.
Quem me conhece, já viu dias bons e dias maus. Lágrimas e sorrisos.
Quem me conhece, sabe que é fácil conhecer-me. Sabe quanto mede o meu coração, o que me move, por quem me movo.
Quem me conhece, sabe o que defendo e quem defendo. Já me viu atravessar-me pelos outros, erguer-me por causas, fazer-me de forte mesmo sem forças.
Quem me conhece, já me viu reclamar e refilar. E estender a mão, tantas vezes, para ajudar.
Quem me conhece sabe porque falo, quando falo. E sabe ler os meus silêncios.
Quem me conhece, sabe que digo à frente e não nas costas. Que ouço, escuto, tento compreender, volto a explicar as vezes que forem necessárias. Até não dar mais.
Quem me conhece, descodifica-me o olhar, distingue os sorrisos, entende os gestos, lê o comportamento, ouve sem eu precisar de dizer, corre sem eu precisar de pedir.
Quem me conhece, sente a minha energia, vê os meus braços abertos, escuta o meu coração.
Quem me conhece, sabe que tenho fé: nas pessoas, na Humanidade, no lado bom da vida.
Quem me conhece, sabe que acredito na palavra, nas promessas, na gentileza que gera gentileza, no perdão.
Quem não conhece, talvez um dia conheça. Se vier por bem.
Ou talvez nunca conheça. E, se calhar, ainda bem

Marta acrescentou ainda das hastags #gentilezageragentileza e #violenciageraviolencia