Esta quarta-feira, Júlia Pinheiro abriu o seu coração e revelou num texto emotivo o dia em que a mãe sofreu um forte AVC. A apresentadora da SIC confessa ainda que pensou em cancelar um dos seus maiores projetos e sonhos: a experiência de ser atriz em palco, neste caso com Os Monólogos da Vagina.

"Quando a vi, alheada e perdida numa maca, já na ambulância, cravou-se uma garra no meu coração. Não parecia ela, a mulher altiva que me educou. Estava desprotegida e perdida no nevoeiro de um cérebro afetado, locomoção comprometida e sem reconhecer ninguém. Foi um dia de pesadelo. Por não saber se havia futuro, por não saber se esse futuro seria aceitável para a formidável mulher que me deu à luz.
Não me permiti chorar, andei pelos corredores de dois hospitais públicos, onde só vi profissionais competentes e atentos às necessidades da minha mãe
", revela a apresentadora ao recordar o dia 3 de março.

Nesse fim de semana, fazia três semanas de ensaios da peça de teatro e, perante o cenário de fragilidade, tentou desvincular-se do projeto. Os colegas não aceitaram a sua saída e apoiaram a apresentadora de televisão. Dos dias de luta, ao lado da mãe, pouco se lembra. "(...) não tenho imagens de nada. Apenas do olhar inquisitivo da minha Mãe, na cama do hospital, a ternura da minha família e colegas de trabalho", confessa.

Júia Pinheiro afirma que a sua mãe está melhor, "embora mais limitada", e acredita que a possa ver no palco, a cumprir o sonho. "Na noite da estreia dos Monólogos da Vagina, estreei duas vezes. Apresentei-me em palco pela primeira vez, apesar de emocionalmente não ter condições para o fazer. Estreei-me por respeito aos que acreditaram em mim e estreei-me porque era preciso fazê-lo. Por mim e pela minha Mãe!", completa.

Espreite todo o texto aqui.

Mãe da apresentadora da SIC

Mãe da apresentadora da SIC

Reprodução site Júlia, DR