Tiago Castro, ator, fez uma das personagens mais memoráveis de todas as temporadas de 'Morangos com Açúcar', mas a febre do 'Crómio' afetou negativamente a sua vida pessoal.

No PodCast "Quem Nunca", do humorista Carlos Vilhena, Tiago Castro falou dos seis anos em que viveu em Nova Iorque, mas também do bullying que sofreu quando interpretou o 'Crómio', uma personagem 'nerd', inteligente, tímida e que sofria intimidação na escola.

"Eu era o Crómio. As pessoas olhavam para mim como a personagem. O abuso que vivia dentro da série também existia cá fora", começa por dizer.

Quando saía à noite perguntavam-lhe se queria um copo de leite. Tiago Castro chegou a aceitar muitas das vezes. Uma vez, estava num centro comercial, quando foi surpreendido por vários jovens foram ter com ele.

"Eram doze ou treze. Comecei a dar meia volta para não ser reconhecido e quando dou por mim ouvi ao longe “Ó Crómio”. Estavam já ao meu lado, a pegarem em mim e a porem-me nos ombros. Ninguém perguntou se eu queria tirar fotografias", relata o ator de 35 anos.

"Hoje rio-me disto, mas na altura marcou-me muito. Cheguei a um ponto em que deixei mesmo de frequentar a espaços públicos. Deixei de ir a estádios, à praia e a concertos", explica.

Tiago Castro adiantou ainda que o sucesso personagem levou a que o catalogassem. "Viam-me como se só fizesse aquilo. Foi uma coisa psicológica que mexeu comigo", adianta.

Hoje, além de ator, Tiago Castro dá palestras motivacionais a jovens e crianças, onde muitas vezes, o tema do bullying é abordado.