José Carlos Malato e a mãe

José Carlos Malato e a mãe

Reprodução Instagram

Esta quarta-feira, 10 de outubro, José Carlos Malato surpreendeu os seus seguidores nas redes sociais com um desabafo onde dá conta que a relação com a sua mãe é praticamente inexistente e que ambos estão de costas voltadas.

"Perdi o meu pai há 5 meses, em circunstâncias trágicas. Como se não bastasse, temo ter perdido também a minha mãe, neste tempo que passou. Sou desassociado há mais de 30 anos das Testemunhas de Jeová e, por essa razão, a minha mãe foi proibida/proibiu-se (?) de privar comigo e com a minha irmã, vir a nossa casa, tirar fotografias, andar connosco na rua. Porque somos desassociados desta organização fundamentalista e radical e, eu, porque sou gay", confidenciou.

O apresentador, que perdeu recentemente o pai, vai mais longe e chega mesmo é dizer que é também órfão de mãe. "Na qualidade de órfão de pai e mãe, estou disponível para adoção! Quem precisar do carinho de um filho amoroso, exemplar, com as minhas características. candidate-se! Como diz Tom Veloso ‘todo o homem, precisa de uma mãe!’ ", rematou.

Entre os vários comentários à publicação é ainda possível ler várias mensagens de apoio dirigidas a José Carlos Malato. "Não há nada que separe o amor entre uma mãe e um filho… é temporário", escreveu uma seguidora, ao que o apresentador prontamente respondeu: "Não é."

Em resposta a outro comentário, José Carlos Malato lamentou ainda que "o fundamentalismo supera tudo" e que se trata de "um caso perdido".