Lourenço Ortigão esteve no Alta Definição e a Daniel Oliveira confessou a dificuldade em lidar com as perdas inesperadas de Pedro Lima e Filipe Duarte.

"Ele ligou-me poucos dias antes só para falar", adiantou ao apresentador da SIC. "Às vezes, penso: 'podia ter mudado alguma coisa?", perguntou-se, antes de adiantar que a conversa com o ator que morreu em junho de 2020 não parecia uma despedida.

"Depois, pensei, repensei. Não tenho resposta, por acaso. Dava tudo para poder ter mudado isso", notou. Com Filipe Duarte, que morreu em abril do mesmo ano, o ator tinha uma relação muito próxima, admitindo que o admirava pessoal e profissionalmente.

"O Pipo fez parte da minha vida de uma forma mais íntima do que as pessoas pensam. Não tinha Instagram, nem Facebook, mas passámos muitos momentos juntos, só os dois. A par do meu irmão era o meu principal confidente nesta área e o meu principal conselheiro. Eu idolatrava-o, queria ser como ele, dava valor à forma como geria a carreira dele", sublinhou.