Tony Carreira revelou detalhes desoladores sobre o luto de Sara Carreira, que morreu a 5 de dezembro de 2020. Durante uma entrevista à TVI, o cantor confessou cumprir, durante um período, um ritual que reconhece ser perigoso.

"No sítio onde a minha filha teve o acidente fatal, durante umas semanas tinha o hábito de lá ir por uma vela", explicou, referindo-se ao local exato da A1. O que aconteceu num dos dias em que manteve este rotina deixou Tony Carreira profundamente emocionado.

»» Assim foi o reencontro emocionante de Tony Carreira e Dolores Aveiro

"Um dia... Eu punha o carro mesmo na berma da estrada, no limite, confesso, de algum perigo, coloco uma vela e passa um camião por mim, a apitar. "Faço o que tinha para fazer, sigo viagem e o camião continua a apitar. Pensei: 'Bem que cromo, deixem-me estar'. Irritei-me e saí na bomba de gasolina de Aveiras e o camião vem atrás de mim", começa por contar sobre o momento que o deixou desconfiado e até com algum receio.

"O que acontece é que há um casal que baixa o vidro e diz: 'É simplesmente para lhe dar um abraço'. Desses exemplos já tive milhares deles. Espero nunca desiludir os portugueses. Adoro ser português", completou, comovido.