Sérgio Rossi abordou pela primeira vez o alegado afastamento (que corria na imprensa) de Romana, de quem é irmão, e de Ágata, sendo o artista sobrinho e afilhado da cantora.

"Muitas vezes somos como o cão e o gato”, disse o cantor sobre Ágata, em conversa com Manuel Luís Goucha. Rossi recebeu um vídeo da cantora no programa das tardes da TVI e confessou que nem sempre concorda com os pontos de vista da madrinha. "“Eu não tenho filtro quando piso nos cales e ela igual. Quando chegas a uma certa idade (…) há coisas que eu não faço ‘frete’ para dizer (…) e se calhar isto não é bem aceite. Nós chocamos aí nesse ponto”, admitiu.

A relação entre ambos parece, no entanto, estar sarada, depois de Ágata ter revelado em 2019 que estava zangada com o cantor.

Mas com Romana, a situação parece ser bem diferente. "Não vou entrar em pormenores. Entristece-me quando é a família. Nós, como figuras públicas, muitas vezes permitirmos dentro do seio familiar que as coisas cheguem à parte pública. As coisas não tinham que ser colocadas em praça pública”, adiantou o cantor.

Recorde que Romana, em entrevista a Júlia Pinheiro, revelou que na sua infância o ambiente em casa era hostil, havendo violência doméstica e que nunca viu o dinheiro da sua carreira (a artista já cantava na adolescência) gerido pelo pai.