Jamie e Britney Spears

Jamie e Britney Spears

Reprodução Instagram, DR

Britney Spears tem enfrentado o pai em tribunal devido à tutela que este tem sobre ela desde 2008. Depois de declarações chocantes, a cantora conseguiu ver uma luz ao fundo do túnel após anos e anos a ver a sua vida controlada pelo progenitor, a nível pessoal e financeiro.

Agora, 13 anos depois, Jamie Spears aceitou deixar de ser tutor da filha. "O Sr. Spears pretende trabalhar com o tribunal e o novo advogado da filha para se preparar para uma transição ordeira para um novo tutor. Quando estes assuntos estiverem resolvidos, James Spears vai estar numa posição para se afastar. Mas não há circunstâncias urgentes que justifiquem uma suspensão imediata", avançam os advogados, de acordo com os documentos obtidos pelo TMZ.

No entanto, os advogados contestam mais uma vez que o fim da tutela seria a melhor opção para Britney. "Na verdade, não há motivos reais para suspender ou destituir o Sr. Spears", afirmam, referindo que acreditam que o seu cliente seja "o alvo incessante de ataques injustificados". A decisão de Jamie Spears deve-se ao facto de que este "não quer travar uma batalha pública com a filha".

A TMZ entrou também em contacto com o advogado da cantora que afirmou estarem "satisfeitos, mas não necessariamente surpresos" e que "ao invés de fazer falsas acusações e atacar a própria filha, o Sr. Spears deveria afastar-se imediatamente".

Mas estará Britney Spears realmente livre? Não. A decisão do pai não quer dizer que a independência seja devolvida à cantora de 39 anos, uma vez que nos documentos é referido que lhe será atribuído um novo tutor.