DR

Os últimos dias não têm sido faceis para Luís Pereira de Sousa. O jornalista e antigo apresentador da RTP foi submetido a três cirurgias no espaço de 15 dias. A informação é avançada pela revista TV 7 Dias, que dá conta que o comunicador deu entrada no Hospital CUF Cascais com uma pedra no rim.

Entretanto, em declarações à publicação, Luís Pereira de Sousa atualizou o seu estado de saúde. "Eu estava aparentemente bem mas, depois, comecei a andar mal-disposto, cansado, enervado, com o estômago a inchar… Como aquilo continuava, acabei por ir ao hospital. Os médicos disseram-me que eu tinha uma pedra no rim e que tinha de fazer um tratamento para, depois, a tirar”, começou por contar.

Depois do diagnóstico o jornalista foi para casa, mas acabou por regressar ao hospital ao fim de uma semana. “O médico disse-me que ia operar-me. Estive em preparação um dia e fui operado. Quando acordei, disseram-me que a pedra não estava no sítio em que previam, que não tinham conseguido tirá-la e que iam usar outro procedimento, indo diretamente ao rim”, explicou.

Após a segunda intervenção cirúrgica, o médico disse-lhe: “que a técnica que usaram não podia ser usada neste caso, porque a pedra estava numa curva, e que, por isso, não estavam habilitados para fazer o que se deve fazer num destes casos". Desta forma, Luís Pereira de Sousa foi encaminhado para o Hospital de S.José, em Lisboa. "Fui operado à meia-noite e quando acordei, no dia a seguir, disseram-me que estava tudo bem e que não havia nada de perigoso", afirmou à mesma revista nacional.

"Três operações em tão poucos dias deitam qualquer um abaixo", desabafou o jornalista, falando da possibilidade de uma quarta intervenção cirúrgica. “Não estou com grandes problemas, graças a Deus“, completou.