Noel Vasquez

O que faz com que um ser humano agrida outro única e exclusivamente pela cor da sua pele? Um ano após o homicídio de George Floyd, a cantora Mel B contou alguns traumas pelos quais passou devido ao racismo e contou um pormenor chocante sobre a sua família.

A artista revelou que quando era bebé, o seu pai, Martin Brown, colocava-a ao colo para não ser alvo de ataques racistas. "Ele tinha menos probabilidade de ser atacado com um bebé nos braços", revelou Mel B em entrevista ao The Sun.

A cantora de 46 anos também relembrou episódios assustadores na infância. "As minhas primeiras lembranças da escola são a correr para casa a toda velocidade com crianças a gritar "Redskin" e "Paki" [insultos racistas no Reino Unido] para mim", contou. "O meu pai dizia-me que eu precisava de lutar as minhas próprias batalhas", acrescentou.

Esta não é a primeira vez que Mel B fala sobre o tema racismo e o impacto que tem na sua vida. A cantora chegou mesmo a referir que foi alvo de discriminação, em 1997, ao ser 'convidada' para sair de uma loja e isso fê-la sentir envergonhada.

Anthony Harvey