Depois de vencerem o festival da Eurovisão, os membros da banda italiana viram-se envoltos numa polémica.

Um vídeo do momento da vitória dava a entender que o vocalista dos Måneskin, Damiano David, tinha consumido cocaína, levando a um frenesim nas redes sociais.

Após o cantor ter negado todas as acusações, a organização do festival lançou um comunicado onde garante que não existiu qualquer uso de drogas por parte dos membros da banda.

"Após as alegações de uso de drogas na Sala Verde da grande final do Festival Eurovisão da Canção, no sábado, 22 de maio, a EBU, conforme pedido pela delegação italiana, conduziu uma exaustiva revisão dos factos, incluindo a verificação de todas as imagens disponíveis. Um teste de drogas foi também feito voluntariamente hoje pelo vocalista da banda Måneskin, que teve um resultado negativo, confirmado pela EBU", pode ler-se no comunicado da organização do festival.