Santiago Felipe

Aos cinco anos foi levado a um psicólogo, entre os sete e os 12 anos foi abusado sexualmente pelo padrasto, aos 16 anos assumiu ser homossexual. A vida de Billy Porter é um carrossel de duras e intensas memórias. Recentemente, o ator de 'Pose' revelou que é portador de VIH/SIDA e escondeu-o durante mais de uma década.

O ator descobriu o diagnóstico no verão de 2007. "O pior ano da minha vida. Em fevereiro fui diagnosticado com diabetes tipo 2. Em março assinei os papeis de falência e em junho fui diagnosticado com VIH", contou o artista à revista americana The Hollywood Reporter.

Billy explica que começou por ter uma borbulha numa das nádegas que foi ficando cada vez maior. Quando começou a doer, o ator foi a uma clinica e pagou cerca de 8 euros para fazer um teste para despistar o VIH, que acabou por vir positivo. "Vivi 14 anos com essa vergonha em silêncio. Ser portador de VIH, de onde venho, crescer na igreja pentecostal com uma família muito religiosa, é o castigo de Deus", afirmou.

Com medo de ser julgado, o artista decidiu contar apenas às pessoas mais próximas, excepto a sua mãe. "[Ela] já tinha passado por tanta perseguição por parte da sua comunidade religiosa por eu ser queer que eu simplesmente não queria que ela vivesse o 'eu avisei-te' deles. Eu tinha vergonha. Eu era a estatística daquilo que todos diziam que eu seria", explicou.

No entanto, Billy acabou por ganhar coragem e contar à progenitora por telefone. "Ela disse: 'Carregas isso há 14 anos? Nunca mais faças isso. Eu sou tua mãe, eu amo-te, não importa o que aconteça. E eu sei que não entendia como fazer isso no início, mas já se passaram décadas'”, relembrou.

Billy Porter também abordou o tema do racismo: "Como uma pessoa negra, e, particularmente, como um homem negro neste planeta, tens que ser perfeito ou serás morto, mas olhem para mim. Sim, eu sou a estatística, mas eu a transcendi. É assim que é ser portador de VIH agora. Eu vou morrer de outra coisa antes de morrer disso", disse.

O ator recorda ainda o momento em que revelou, durante as gravações de 'Pose', onde interpreta uma personagem que também é portadora de VIH, o seu diagnóstico. "A verdade é a cura. E espero que isso me liberte. Espero que isso me liberte para que eu possa experimentar uma alegria real e pura, para que eu possa experimentar a paz, para que eu possa experimentar a intimidade, para que eu possa fazer sexo sem ter vergonha", sublinhou.

Instagram