Matt Winkelmeyer/VF20

A atriz Gal Gadot está no centro de uma polémica depois ter feito algumas declarações sobre o que está a acontecer na Palestina.

Na publicação que fez nas redes sociais, a atriz que interpretou Mulher Maravilha escreveu: "O meu coração está despedaçado. O meu país está em guerra. Preocupo-me com a minha família, os meus amigos. Preocupo-me com o meu povo".

Contudo, aquilo que parecia ser uma publicação de preocupação e empatia rapidamente se tornou num conteúdo altamente criticado.

Os internautas multiplicaram-se em fortes críticas, acusando a atriz de estar a fazer "propaganda" ao regime israelita que atualmente está a massacrar a Palestina.

"Estás a apoiar o genocídio", "Enquanto escreves isto há crianças palestinas a morrer às mãos do regime que defendes", "Devias ter vergonha", "És um soldado de Israel" - pode ler-se nos comentários que, entretanto, foram desativados.

Recorde que nos últimos dias o conflito entre Israel e a Palestina tem-se intensificado. Morreram 87 palestinianos, incluíndo 18 crianças e oito mulheres. Já do lado israelita a verdade é bem diferente. O número de mortos mantém-se em sete, incluindo uma criança de cinco anos.