Meghan Markle escreveu recentemente um livro infantil, intitulado The Bench (O Banco, em português. A ex-atriz revelou ter-se inspirado no marido, Harry de Inglaterra, e o no filho, Archie, de dois anos. “Começou por ser um poema que escrevi para o meu marido no Dia do Pai, um mês depois do nascimento de Archie. Esse poema deu origem a esta história e a minha esperança é que todas as famílias se identifiquem", explica Meghan Markle em comunicado.

E embora a história esteja a conquistar os fãs, a ex-atriz não se livra da polémica. Isto porque está a ser acusada de usar o título real – duquesa de Sussex – para ter mais visibilidade e isso está a valer-lhe duras críticas.

Meghan Markle, Harry e Archie

Meghan Markle, Harry e Archie

Reprodução Instagram, DR

A biógrafa real Angela Levin, por exemplo, explicou o seu ponto de vista ao jornal The Sun: “Eles queriam afastar-se da realeza, odiavam-na, sentiam-se presos, não gostavam, queriam liberdade e tiveram liberdade. Não se pode ter tudo. Portanto agora também não podem usar a sua posição na realeza para efeitos comerciais".

Levin diz ainda que Meghan Markle terá recebido cerca de 575 mil euros para escrever o livro, mas que não há certezas sobre o que pretende fazer com a quantia recebida. “Não sabemos ao certo o valor, mas, mesmo que ela tenha recebido este enorme adiantamento, não se sabe se o doará à caridade ou se ficará com ele. Eles têm muitas despesas, desde os seguranças à grande casa e 16 casas de banho para manter”, rematou com alguma ironia.