Fernando Tordo deu esta segunda-feira, 3 de maio, a sua primeira entrevista após a recuperação da Covid-19. Em conversa com Júlia Pinheiro no programa das tardes da SIC, o cantor recordou o período de quase um mês em que esteve internado.

"Eu tive um Covid violentíssimo. Felizmente só soube isso depois de sair do hospital. Estive 28 dias hospitalizado. É evidente que os médicos, toda a equipa ocultaram que eu estava tão mal", começou por contar.

"A única vez que tive medo foi quando o médico que me recebeu no hospital disse-me que eu ia ficar internado. Aí tive muito medo porque eu não sentia que esta assim tão mal" , recordou,

Entretanto, o artista viu o seu estado de saúde piorar a cada dia, tendo que receber oxigénio enquanto estava hospitalizado. "Nunca tive a noção que e minha vida estava em perigo. Quem sabia disso eram eles [os médicos] e depois é evidente que nos relatórios eu me apercebi. O meu primeiro raio X é uma coisa indigna de se ver”, referiu.

Fernando Tordo revelou ainda que esteve "à beira de ser entubado". Porém, uma vez que o procedimento poderia danificar as cordas vocais, os médicos optaram por um outro tipo de tratamento através de uma máscara. Entretanto a 22 de fevereiro, Fernando Tordo deixou o hospital e já retomou a sua rotina enquanto artista, tendo começado a trabalhar em novos projetos.