Renato Seabra

Renato Seabra

Martha Danis é o nome da jornalista portuguesa, que está a residir nos Estados Unidos, que tem trocado correspondência com Renato Seabra. As cartas começaram a ser enviadas um ano após o jovem ter sido condenado, em 2012, pelo assassinato do cronista social Carlos Castro, em Nova Iorque.

De acordo com o que a jornalista contou à CMTV, houve uma tentativa de entrevista na cadeia, em 2013, mas Renato recusou falar. No entanto, no ano seguinte voltou a escrever a Marta contando pormenores da vida na prisão e assumiu que estava deprimido.

“Eu aqui tenho dias que vou abaixo, choro, começo a pensar na pena que tenho de fazer, no sofrimento que a minha família tem, nos sonhos que tenho, mas que se tornaram tão difíceis de acreditar", escreveu. "Enfim, tantas coisas. Tento manter-me ocupado, ler, trabalhar, ver televisão. Mas, sabes… há dias que me sinto tão deprimido que não me apetece fazer nada”.

“Nesta idade que as pessoas fazem planos para a vida, eu somente posso rezar e pedir a Deus para fazer um milagre e reduzir a minha sentença. Se Deus quiser, vai acontecer algo de bom. Tem de se ter fé”, continuou. Recorde-se que Renato cumpre 25 anos de prisão em 2036, ano em que a Justiça norte-americana vai decidir se o jovem poderá regressar a casa, em liberdade condicional.

>> Renato Seabra quer cumprir resto da pena em Portugal, mas justiça americana nega pedido

A jornalista explicou também que percebeu que Renato se sente muito sozinho, uma vez que nas cartas o jovem lhe disse que gostava de ser seu amigo: “Tu vais todos os anos a Portugal? A próxima vez que fores, se ainda não visitaste Cantanhede ou Coimbra, aconselho-te a ir. É lindo. Espero que aceites o meu pedido de amizade. Eu sou um bom amigo. Beijos. Renato Seabra”.