WPA Pool

O funeral do príncipe Filipe realizou-se este sábado, dia 17 de abril, na capela de St. George, no castelo de Windsor. Os telespectadores que assistiram à transmissão em direto das cerimónias fúnebres podem ter reparado que o caixão que transportava o corpo do marido da rainha Isabel II não foi levado pelo típico carro funerário. Em vez disso, foi escolhido um Land Rover.

Mas qual será a razão? É que o carro foi modificado pelo duque de Cambridge especificamente para o seu funeral: foi pintado de verde (que remete ao seu passado militar) e adaptado de forma a funcionar como um carro funerário.

De acordo com o Palácio de Buckingham, citado pelo USA Today, o príncipe Filipe planeou o o funeral de forma meticulosa ao longo de 18 anos, escolhendo o Land Rover Defender como veículo para carregar o seu caixão. O carro terá sido construído na fábrica da empresa em Solihull, Inglaterra, em 2003, sendo que em 2019 terminaram as transformações finais.

Segundo o que Boris Johnson disse em comunicado, o Land Rover, com a sua "silhueta única e idiossincrática", é um resumo perfeito do tipo de pessoa que o duque de Edimburgo era. “Ele era acima de tudo um homem prático, que podia pegar em algo muito tradicional, seja uma máquina ou mesmo uma grande instituição nacional, e encontrar um caminho com a sua própria engenhosidade para melhorá-lo, adaptá-lo para os séculos 20 e 21”, afirmou o primeiro ministro britânico.

Em 2016, o The Guardian relatou que o avô do príncipe Harry e príncipe William chegou mesmo a estar ao volante de um Land Rover para levar o então presidente dos EUA e a primeira-dama, Barack e Michelle Obama, para almoçar no castelo de Windsor.

JUSTIN TALLIS

Sabe-se que a sua paixão por Land Rovers não era segredo: uma pessoa chegou mesmo a prestar homenagem ao duque depois da sua morte no dia 9 de abril, deixando uma versão modelo de um Land Rover do lado de fora do palácio para prestar condolências. Recorde-se ainda que o príncipe Filipe entregou a sua carta de condução após ter um acidente há dois anos onde capotou com o carro, um Land Rover.

Chris Jackson