Foi depois da morte da irmã mais nova que Sara Norte ficou um pouco mais deprimida. Numa entrevista a Júlia Pinheiro, a atriz fala da experiência de trabalhar como assistente operacional num jardim infantil.

"Eu não sabia que tinha tanta paciência. É um trabalho que tem de ser feito com muito amor, não é para toda a gente. As crianças querem abraços e beijinhos e gostam muito de nós", começou por contar sobre o novo trabalho, onde atualmente, faz quatro horas diárias.

»» Sara Norte emociona-se ao falar sobre a morte da irmã pela primeira vez

Durante a conversa, Sara Norte assume que precisava muito deste emprego, mas que está pronta para uma nova etapa. "Já me sinto preparada para voltar ao meu trabalho como atriz. Às vezes ouço: ‘Fizeste mal em assumir’. Já ouvi isto. Dizem-me que depois não me chamam [para a televisão]", explicou a atriz que sublinha o apoio do pai, Vítor Norte, e dos amigos.

"Estou a trabalhar a recibos verdes, numa escola, e a receber 330 euros por mês. Se receber outra oferta, vou", sublinhou a atriz.