Tássia Camargo

Tássia Camargo

Facebook

Tássia Camargo foi uma das convidadas do programa Júlia desta quinta-feira, 1 de abril, e emocionou os telespetadores ao recordar alguns dos momentos mais marcantes da sua vida. Entre eles, a morte da sua filha mais nova, Maria Júlia, com apenas dois anos. “Nasceu perfeita”, recorda a artista, acrescentando que não houve qualquer problema durante a gravidez.

Contudo, aos dois anos, os médicos perceberam que a bebé tinha sido contaminada por um surto de rubéola ainda durante a gestação – a atriz teve a doença quatro vezes apesar de ter as vacinas em dia - e foi aí que as sequelas começaram a manifestar-se. "Eu não tive nenhum sintoma da rubéola, os exames da Maria Júlia estavam perfeitos, a Maria Júlia nasceu perfeita", explica a veterana da TV Globo, adiantando que a menina foi diagnosticada com rubéola congénita tardia. "A Maria Júlia com quase dois anos ficou surda. Ficava com a pele em carne viva. Ficou surda, ficou cega... ficou um monstro, entrou em hemodiálise, o bichinho comeu a massa encefálica", disse sem conseguir conter as lágrimas.

Nesta conversa franca com Júlia Pinheiro, Tássia Camargo recordou as últimas palavras que disse à filha, internada nos Cuidados Intensivos: “Maria Júlia, se quiseres ir vai, porque eu vou estar contigo onde tu estiveres. Ela, entubada, soluçou e desceu uma lágrima". Momentos depois, numa pequena ausência da mãe, a menina partiu. "Peguei-a no colo, cantei para ela dormir todas as músicas que ela gostava de ouvir. Pedi uma salva de palmas aos médicos e coloquei-lhe a chupeta", contou a Júlia Pinheiro.

A famosa atriz brasileira, de 60 anos, tem mais dois filhos: Diego, de 37 anos, e Pedro, de 34. Se fosse viva, Maria Júlia teria 27. Tássia Camargo trocou o Brasil por Portugal há alguns anos, depois de receber várias ameaças de morte que a deixaram insegura. Consigo trouxe o filho mais novo.