Simon Bowes-Lyon

Simon Bowes-Lyon

Jeff J Mitchell

Depois dos alegados abusos do príncipe André, a família real está envolvida num outro escândalo. Desta vez trata-se de um primo deIsabel II que foi condenado após ter atacado sexualmente uma mulher, que estava a dormir, no castelo da família, o Castelo de Glamis, na cidade escocesa de Glamis.

De acordo com o Metro, a vítima de 26 anos, cuja identidade não foi revelada, contou às autoridades que Simon Bowes-Lyon, de 34 anos, a empurrou várias vezes para a cama e contra uma parede, agarrando os seus seios e tentando puxar o seu vestido de noite num ataque que durou 20 minutos. Em tribunal foi também referido que o Conde de Strathmore, que "cheirava a álcool e cigarros", tentou uma segunda vez e a mulher, que estava aterrorizada, teve que trancar a porta e colocar uma cadeira sob a maçaneta. O que aconteceu naquela noite terá feito com que a mulher tivesse pesadelos até hoje.

Simon, que tem estado preso há 10 meses e cujo nome irá constar no registo de agressores sexuais durante 10 anos, assumiu o crime que cometeu em fevereiro do ano passado. "Estou muito envergonhado das minhas ações que causaram tanto sofrimento a um hóspede na minha casa. Obviamente, eu havia bebido demais na noite do incidente", disse, citado pelo jornal.

Como alguém que está perfeitamente ciente dos danos que o álcool pode causar, eu deveria saber disso. Reconheço, em qualquer caso, que o álcool não é desculpa para o meu comportamento. Não pensei que fosse capaz de me comportar dessa forma, mas tive que enfrentar isso e assumir a responsabilidade. As minhas desculpas vão, acima de tudo, à mulher em questão, mas também gostaria de pedir desculpas à família, amigos e colegas pela angústia que lhes causei."

Bowes-Lyon é primo em segundo grau de Isabel II, sendo a mãe de Simon é prima em primeiro grau da monarca britânica. A sentença irá ser anunciada num futuro próximo.

.