Madonna

Madonna

Ben Stansall / Getty Images

Madonna tem partilhado várias fotografias e vídeos da sua viagem nas suas redes sociais. Nas últimas três semanas, a cantora já passou por cinco países: Estados Unidos, Reino Unido, Malaui, Egito e Quénia. No entanto, a artista de 62 anos tem sido alvo de várias críticas por estar a fazê-lo durante a pandemia do novo coronavírus.

Pouco antes do Natal, Madonna saiu de Los Angeles e foi para Londres, juntamente com o namorado e quatro dos filhos. De seguida, foi para África e visitou o Malauí, onde chegou a visitar um orfanato e encontrou-se com o presidente do país, Lazarus Chakwera. No Quénia participou de um safar na companhia dos filhos.

Foram vários os jornais internacionais a chamar a atenção para as viagens da cantora, nomeadamente o The Sun, Daily Mail e Daily Mirror. Nos comentários dos artigos é possível ver que os internautas não ficaram contentes com o sucedido.

"Ridículo", escreveu um. “Eu sou a Madonna e as regras não se aplicam para mim”, disse outro. “Na idade dela, ela deveria estar isolada”, afirmou um terceiro, referindo-se ao fato da artista se encontrar no grupo de risco da Covid-19.

De acordo com o Daily Star, os assessores de Madonna garantiram que a cantora e a família têm passado por testes constantes de Covid-19 para se certificar que ninguém foi infetado” e viajam num jato privado.