Rainha Isabel II de Inglaterra com a sua filha, a princesa Ana

Rainha Isabel II de Inglaterra com a sua filha, a princesa Ana

Getty Images

Ana de Inglaterra esteve envolvida numa tentativa de rapto em 1974 – tinha a princesa 24 anos - mas só em 2020 foi tornada pública a recompensa dada pela sua mãe, a rainha Isabel II, ao homem que lhe salvou a vida. Aos 72 anos, Ron Russell recordou uma altura complicada, durante a qual atravessava problemas financeiros e arriscava perder a sua casa e lembrou a conversa com os dos funcionários da monarca. “Eles olhavam à volta e diziam ‘que bela casa’. Perguntaram se eu tinha uma hipoteca e eu disse ‘sim, sim, porquê?’ e eles: ‘bem, estamos a dizer isto um pouco cedo mas a rainha irá pagar a hipoteca como recompensa pelo que fez’. Eu achei aquilo maravilhoso”, lembrou o homem durante uma conversa com o jornal Mirror.

Ron Russell com a medalha que lhe foi oferecida pela rainha Isabel II

Ron Russell com a medalha que lhe foi oferecida pela rainha Isabel II

Getty Images

Ronnie Russell ficou, assim, com a despesas relativas à sua casa saldadas e ainda recebeu a Medalha de George, atribuída a civis que demonstrem atos de grande coragem, como foi o seu caso. O homem revelou ao mesmo tabloide que guardou a lembrança durante todos estes anos, mas que em fevereiro último se viu obrigada a vendê-la porque tem vários problemas de saúde e precisava de dinheiro para pagar despesas médicas.

A princesa Ana de Inglaterra em 1947

A princesa Ana de Inglaterra em 1947

Getty Images

A tentativa de rapto da princesa Ana

A filha de Isabel II de Inglaterra regressava ao Palácio de Buckingham com Mark Phillips, aquele que mais tarde viria a ser o pai dos seus filhos, Zara e Peter. O carro onde seguiam foi forçado a parar quando o motorista percebeu que estava outro carro a bloquear a estrada. Desse veículo saiu Ian Ball, um doente mental de 26 anos, que começou a disparar. Várias pessoas foram atingidas, incluindo o motorista pessoal da princesa.

O plano consistia em raptar a filha da rainha e pedir um resgate de dois milhões de libras. Só que a princesa, que sempre foi rebelde, recusou-se a sair. “Foi tudo tão enfurecedor; eu continuei a dizer que não queria sair do carro, e eu não ia sair do carro”, recordou, em tempos, durante uma entrevista à BBC. “Eu quase perdi o meu controlo com ele, mas eu sabia que, se perdesse, ia bater-lhe e ele ia disparar contra mim”, acrescentou.

Por sorte, passava ali perto Ron Russell, um antigo praticante de boxe que deu pancada na nunca da cabeça de Ian Ball e tirou a princesa Ana daquele cenário de terror. A polícia chegou, entretanto, ao local e o homem foi detido.