WPA Pool

As celebrações de Natal da família real serão muito diferentes este ano devido à pandemia do novo coronavírus a começar pelo local. De acordo com um porta-voz do Palácio de Buckingham, citado pelo The Guardian, a rainha Isabel II e o marido, o príncipe Filipe, irão passar o Natal pela primeira vez no Castelo de Windsor.

Nos últimos 32 anos o casal comemorou a data em Sandringham com os filhos, netos e bisnetos e a impressionante propriedade recebe uma decoração deslumbrante. No entanto, enquanto a maioria das pessoas guarda as decorações de Natal logo após a véspera do Ano Novo, a monarca deixa-as até mais tarde.

É considerado que deixar os enfeites até 6 de janeiro traz azar, mas a Isabel II tem uma razão para o fazer. De acordo com o The Mirror, a avó do príncipe William e do príncipe Harry fica sempre em Sandringham para comemorar o aniversário da morte do seu falecido pai e essa é a razão pela qual as decorações não são retiradas antes dessa data. O rei George VI morreu enquanto dormia na propriedade no dia 6 de fevereiro, aos 56 anos.

A decoração festiva permanece até à saída da rainha e do marido, o príncipe Filipe, o que costuma acontecer alguns dias depois. Recorde-se que Isabel II tinha apenas 25 anos quando o pai morreu e se tornou rainha.