Há sete meses, Sofia Jardim foi a primeira figura pública portuguesa a assumir que contraiu o novo coronavírus. Esta semana, a empresária assume que ainda tem alguns sintomas e recorda o que sentiu em março deste ano.

"Tive três sintomas. Primeiro fiquei com sinusite, durante três dias. A seguir perdi o paladar durante uma semana. Era horrível, tudo me sabia a ferro, fosse doce ou salgado. E, depois, o olfato. Fiquei quase dois meses sem conseguir sentir cheiro algum", revelou numa entrevista à VIP.

Atualmente, apesar da recuperação, o seu olfato não voltou ao que era. "Era a pessoa mais comichosa com os cheiros. O médico diz que com treino volta ao normal. Aconselhou-me a cheirar café, que é bom para treinar os cheiros. E resulta”, assumindo à revista que esteve infetada durante mais de 37 dias.

As filhas Luz, de oito anos, e Leonor, de 10, também tiveram um teste positivo ao novo coranavírus. Sentiam dores de cabeça e, ainda que com menor frequência, têm a mesma queixa. "Não sei se serão sequelas”, adianta.

»» Recuperada da Covid-19, Sofia Jardim revela que filha vai regressar à escola virtual

A empresária conta que tem cuidados redobrados, especialmente depois de saber que tem imunidade baixa, após a realização de um teste. "Eu não passei mal quando estive doente, tenho imensa sorte. Mas não sabemos nada sobre esta doença, é como uma roleta russa. De repente podes ficar péssima, não sabes como vais acordar amanhã. E não sei como o meu corpo vai reagir a uma segunda dose de covid”, explica.