Stefanie Keenan

Depois de ser acusada de assédio sexual por parte de Marc McWilliams, que foi seu segurança em 2017, Kris Jenner emitiu um comunicado através do seu representante legal a negar todas as afirmações. A mãe de Kim Kardashian garante que as acusações são falsas e que o antigo funcionário, inclusivamente, nunca teve proximidade suficiente para entrar em sua casa.

“A Kris nega categoricamente ter algum dia agido de forma inapropriada com Marc McWilliams. O segurança trabalhava na área externa da casa e nunca entrou na casa de Kris. Ela teve pouquíssima interação com ele”, lê-se no comunicado citado pelo TMZ, onde também é recordado que a matriarca do clã Kardashian pediu que o funcionário fosse substituído porque foi “várias vezes apanhado a dormir no carro durante o horário de trabalho”. “O segurança nunca fez nenhum tipo de reclamação contra Kris aos seus empregadores antes de surgir com esta acusação”, refere ainda o documento.

Marc McWilliams, por sua vez, diz que a empresária norte-americana fez vários comentários de cariz sexual e forçou o contacto físico, com “massagens sem permissão”. Além disso, o segurança afirma que Kris Jenner teve “comportamentos racistas, sexistas e sugestivos”.