Reprodução Instagram, DR

Os últimos meses não têm sido fáceis para Madalena Brandão. Depois de ser diagnosticada com Covid-19, a atriz viu a sua saúde fragilizada e teve de estar em isolamento e repouso (saiba mais aqui).

Esta foi uma batalha que durou cerca de um mês e meio. Desde que foi diagnosticada fez sete testes sendo que quatro deles testaram positivo e outros dois foram inconclusivos.

No entanto, Madalena já se encontra livre do novo coronavírus. Esta quinta-feira, 20 de agosto, a atriz partilhou a boa notícia com os seguidores e explicou todos os pormenores.

"Finalmente! Ao sétimo teste (4 positivos e 2 inconclusivos) recebi o tão esperado NEGATIVO. Nem imaginam o alívio que foi e a festa que fiz. Foi um mês e meio difícil, em que senti necessidade de desligar. Obrigada por todas as mensagens que tenho aqui de apoio e não consegui responder! Precisei mesmo de focar-me na minha família, na nossa recuperação e fazer um isolamento total. Queria sempre trazer boas notícias, que semana após semana não chegavam. Essa foi a parte mais difícil! Vírus estranho este que, no meu caso, foi muito leve fisicamente, mas bastante desafiante emocionalmente", começou por afirmar.

»Madalena Brandão muda-se para casa onde gravou novela da SIC«

"Para quem não sabe, passadas duas semanas do início dos sintomas começamos a testar e, no caso de continuarmos a ter um resultado positivo fazemos um teste todas as semanas até, finalmente, vir a tão esperada notícia. Sentia-me óptima fisicamente e só pensava em poder voltar ao trabalho e seguir com a minha vida. Estive muito focada em cuidar do meu corpo (exercício físico, alimentação saudável, suplementos e chás). Experimentei tudo o que sabia iria ajudar a reforçar o sistema imunitário. Nesta última semana percebi que o que me faltava mesmo fazer era aceitar a situação. Trabalhei muito nesse sentido e, coincidência ou não, o fim chegou!", rematou.

Na fotografia que publicou na sua conta de Instagram, e que pode ver abaixo, mostrou-se feliz e entusiasmada por estar de novo "livre".

Reprodução Instagram, DR