Reprodução Facebook, DR

Morreu o ator Alberto Villar. A notícia foi confirmada por uma fonte familiar à agência Lusa, que dá ainda conta que o artista, de 87 anos, se encontrava hospitalizado em Lisboa.

Nascido em 1933, Villar estreou-se como ator amador no Grupo Miguel Joaquim Leitão, em Leiria, e, como profissional, em 1959, na companhia itinerante de Rafael de Oliveira, onde se manteve até 1961, e com a qual percorreu o país em sucessivas digressões.

Auto da Geração Humana, O Judeu, Pedro, o Cru, Auto de Santo António, As Fúrias, Ricardo II, Felizmente Há Luar, As Alegres Comadres de Windsor ou Os Filhos do Sol foram algumas das peças estreladas pelo artista no teatro D. Maria II.

Uma das últimas vezes que surgiu em palco foi em 2015, com a peça Cyrano de Bergerac, de Edmond de Rostand, encenada por João Mota.

Saiba mais em SIC Notícias