Vincent Sandoval

Cerca de duas semanas depois de Chris D'Elia ter sido acusado de assédio sexual a menores, Bryan Callen, amigo e colega de trabalho do humorista, é acusado de violação e abuso sexual.

De acordo com o Los Angeles Times, a atriz e comediante Katherine Fiore alega que Bryan a violou há mais de 20 anos, em 1999, Outra mulher também se chegou à frente e acusou o comediante de tentar abusar dela num provador de uma loja, beijando-a contra a sua vontade, em 2009.

Já em 2017, Callen terá assediado Tiffany King, pedindo-lhe favores sexuais em troca de dinheiro e tempo de palco durante um espetáculo de comédia.

O comediante negou todas as alegações. "Nunca violei, forcei algo com uma mulher nem me ofereci para trocar tempo de cena por sexo... Eu sei a verdade", garantiu, em comunicado.

Callen disse ainda que a acusação de 1999 é "completamente falsa". E acrescentou: "Fomos à minha casa. Ficámos íntimos e começámos a fazer sexo. Nesse momento, ela olhou para mim e disse 'espera, não quero ser apenas uma noite'. Parei imediatamente e conversámos sobre as expectativas dela e a nossa amizade de cinco anos ", explicou.

Recorde-se que após a controvérsia de Chris D'Elia, Callen defendeu o amigo durante um podcast dizendo que "nunca tinha visto ou ouvido falar de [D'Elia] a fazer algo ilegal" e que "agora preciso acreditar nisso porque ele ainda é um amigo ".