Michael Kovac

Parece que o estilo de vida 'selvagem' de Johnny Depp não está a abonar a seu favor no caso que tem contra um artigo publicado pelo The Sun, em 2018, que dizia que o ator "espancava mulheres".

Numa declaração lida no Tribunal Superior de Londres, escrita pela ex-mulher, em 2013, Amber Heard revelou que estava cansada de limpar "fezes, vómitos e urina" de Johnny quando este ficava embriagado.

Ainda na carta, que nunca chegou a ser enviada, a atriz prometeu separar-se. "Vives num mundo cheio de facilitamos... Pagas às pessoas ao teu redor para impedir que chegues ao fundo do poço. Ontem vi-te desmaiar, no vómito, por três vezes. Todas a vezes que Jerry [ex guarda-costa de Johnny] te levantou do chão...", disse. "Se alguém te filmasse enquanto estavas naquele estado, ficarias mortificado. É vergonhoso ver isso a acontecer”, afirmou.

"Se eles [os seguranças] te deixassem no chão por tua conta, ou trancado no banheiro enquanto faltavas ao trabalho, talvez pudesses realmente aprender. Aprender a cuidar de ti mesmo”, continuou.

Amber explicou que se apaixonou por Johnny quando este estava sóbrio, mas quando o ator começou a beber e a utilizar drogas novamente, a relação entre os dois foi piorando, chegando mesmo ao ponto de ser baseada em abuso psicológico e físico. "Sinto-me a maior idiota do mundo. Eu aguentei tanto. Limpei fezes, vómito e urina, literalmente e figurativamente", revelou.